sábado, 5 de fevereiro de 2011

Toco fome mai

Eu podia estar matando, eu podia estar roubando eu podia estar estuprando sua filha, mas não, estou aqui humildemente pra dar a vocês o relato da segunda coisa mais difícil do meu dia: fazer comida (a primeira coisa mais difícil é ter que olhar no espelho pra escovar os dentes).
Bem que as pessoas que me seguem no twitter já conhecem a minha odisséia de universitário que mora sozinho e não tem pleno domínio sobre os afazeres domésticos, e como cozinhar é o que eu tenho que fazer todo dia, é claro que é o que eu mais odeio fazer.
Quando vim pra cá morar sozinho a única coisa que eu sabia era fazer gelo, mas agora com tantos meses de prática eu já sei fazer várias gororobas horríveis que NÃO são umas delícias culinárias muito saborosas.Vamos ao meu livro de receitas com alguns pratos básicos que não podem faltar na sua mesa. Obs: certifique-se de tomar um remédio pra enjôo antes e depois de saborear essas delícias.

A) Bife à Guilhotina

Imagem meramente ilustrativa
Eu chamo esse prato assim porque a vontade é de decepar a própria cabeça pra não comer essa porcaria
Modo de preparo: pegue um pedaço bem grande de bife (bem grande mesmo, porque ele vai ficar minúsculo quando você fritar e você vai ficar iludido), amacie com amaciante de carnes (tem que ser o de carnes, o de roupas eu já testei e não dá o mesmo resultado) e ponha muito sal pra disfarçar o gosto.
Rende: Uma dor de cabeça devido á sua pressão arterial que vai subir.

B) Óleo ao Alho e Macarrão


Se você seguir certinho a receita essa é uma imagem de como não ficará seu prato quando pronto.
Acho que a receita original não é bem essa, mas como eu sempre erro os ingredientes eu nem lembro mais o que vem primeiro.
Modo de preparo: frite uns 14 dentes de alho em uma lata de óleo e coloque um pacotinho de macarrão já cozido (vocês que se virem pra cozinhar o macarrão antes porque isso aí ja é demais pra eu ensinar)
Rende: Bafo por uma semana e colesterol nas suas artérias por uma vida inteira

C) Feijão de Corda


Pra quem ainda não conhece, feijão é isso aqui
Na verdade é o feijão normal, mas eu gosto de chamá-lo assim porque sempre dá vontade de pegar uma corda e se enforcar.
Modo de preparo: Cozinhe o feijão com tudo que você encontrar na sua casa que você julga que dê gosto, pode ser sal, orégano, caldo de galinha caipira, uma pastilha de halls preto, etc (uma dica: não coloque tablete de desinfetante de privada porque eu já testei e não ficou legal)
Rende: Diarréia por 2 dias e uns 4 kg a menos (ATENÇÃO GORDINHAS)

D) Arroz Católico
Rezem mortais
Esse é só o arroz mesmo, eu tenho pra mim que a unica utilidade do arroz é encher o seu bucho de algo que não seja carne porque se não ninguém tem dinheiro pra tanta carne.
Modo de preparo: cozinhe uma medida de arroz pra duas de água, reze 10 Pai Nossos e 20 Ave Marias enquanto isso pedindo pra ele não virar Papa (quem entendeu o trocadilho ME ADD)
Rende: Cem anos de perdão se você aguentar comer.

E)Miojo
Clássico da sessão da tarde
Aqui a maior dificuldade está em ter que escolher no mercado se você vai querer o miojo sabor pobreza ou o miojo sabor desgraça, fica o seu gosto.
Modo de preparo: Esse é fácil de preparar, é só seguir as instruções no verso do pacote e se divertir com toda essa explosão de sabor. Apenas certifique-se de não comer todo o pacote de tempero puro antes do miojo ficar pronto.
Rende: Desgosto pro resto do dia.

Pois é gente, ou vou parar por aqui porque já estou ficando com ânsia de vômito de pensar nessas delícias que eu tenho que comer todo dia. Agora acho vocês entendem melhor um pouco do meu mau humor né, também qualquer um que tivesse que comer isso também ficaria desse jeito.
É por isso que eu digo que vocês devem dar muito valor ás mães de vocês que lhes poupam de toda essa tortura, aliás eu nem digo que é tortura ter que cozinhar, a tortura mesmo é ter que comer essas merdas depois que ficam prontas.

Bom apetite e até a próxima.