quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Bom dia sol!

Primeiramente eu queria deixar bem claro que eu tenho mais o que fazer do que ficar aqui escrevendo e o único motivo que eu voltei daquela praia linda lá fora é porque eu peguei uma insolação terrível que tá me doendo até a alma então eu tenho que ficar aqui de molho e já que é assim vamos fazer algo produtivo (não que esse blog seja produtivo, mas enfim..)

Ai que linda a sua marquinha de praia.
Eu cheguei a conclusão de que praia é um lugar que você precisa estar muito preparado pra ir, se não você se ferra. Você precisa ter toda a força pra aguentar a barra porque a cada minuto aparece uma nova tentativa de Deus fazer bullying em você.
Pra começar todo mundo por aqui tem os corpos perfeitos, e se tem uma coisa que eu DETESTO é gente bonita perto de mim me diminuindo e acentuando ainda mais a minha feiúra e meu bronzeado à lá Palmito que eu adquiri depois de uma vida inteira morando no Centro Oeste - lugar onde o sol só serve pra fazer você passar mal de calor e não pra te bronzear. Ahh, o sol, ou como eu prefiro chamá-lo: essa grande máquina de fazer câncer.
Sem falar no absurdo que é o preço da cerveja aqui, aliás, não é cerveja, é Kaiser e Bavaria não sei se dá pra classificar como cerveja mas pra mim o único motivo de eles venderem isso aqui é porque as pessoas estão distraídas com todo o sol, o mar e os corpos sarados na praia que não ligam se a cerveja é uma bosta.

É preciso bronzear como se não houvesse um amanhã com queimaduras de 3º grau.
É claro que eu estou reclamando de tudo mas é ÓBVIO que eu to adorando ter saído um pouco do mato e ido pro litoral passar as férias, essa mágoa toda na verdade são minhas queimaduras de sol falando.
Então é isso, meu conselho é o mesmo que o Pedro Bial já encheu o saco falando: use filtro solar. Vou nessa porque eu tenho que dar um jeito de me recuperar, pois me conhecendo bem como eu me conheço eu sei que sou babaca, não aprendo nada e amanhã eu vou pegar uma insolação ainda pior que essa.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Toco fome mai

Eu podia estar matando, eu podia estar roubando eu podia estar estuprando sua filha, mas não, estou aqui humildemente pra dar a vocês o relato da segunda coisa mais difícil do meu dia: fazer comida (a primeira coisa mais difícil é ter que olhar no espelho pra escovar os dentes).
Bem que as pessoas que me seguem no twitter já conhecem a minha odisséia de universitário que mora sozinho e não tem pleno domínio sobre os afazeres domésticos, e como cozinhar é o que eu tenho que fazer todo dia, é claro que é o que eu mais odeio fazer.
Quando vim pra cá morar sozinho a única coisa que eu sabia era fazer gelo, mas agora com tantos meses de prática eu já sei fazer várias gororobas horríveis que NÃO são umas delícias culinárias muito saborosas.Vamos ao meu livro de receitas com alguns pratos básicos que não podem faltar na sua mesa. Obs: certifique-se de tomar um remédio pra enjôo antes e depois de saborear essas delícias.

A) Bife à Guilhotina

Imagem meramente ilustrativa
Eu chamo esse prato assim porque a vontade é de decepar a própria cabeça pra não comer essa porcaria
Modo de preparo: pegue um pedaço bem grande de bife (bem grande mesmo, porque ele vai ficar minúsculo quando você fritar e você vai ficar iludido), amacie com amaciante de carnes (tem que ser o de carnes, o de roupas eu já testei e não dá o mesmo resultado) e ponha muito sal pra disfarçar o gosto.
Rende: Uma dor de cabeça devido á sua pressão arterial que vai subir.

B) Óleo ao Alho e Macarrão


Se você seguir certinho a receita essa é uma imagem de como não ficará seu prato quando pronto.
Acho que a receita original não é bem essa, mas como eu sempre erro os ingredientes eu nem lembro mais o que vem primeiro.
Modo de preparo: frite uns 14 dentes de alho em uma lata de óleo e coloque um pacotinho de macarrão já cozido (vocês que se virem pra cozinhar o macarrão antes porque isso aí ja é demais pra eu ensinar)
Rende: Bafo por uma semana e colesterol nas suas artérias por uma vida inteira

C) Feijão de Corda


Pra quem ainda não conhece, feijão é isso aqui
Na verdade é o feijão normal, mas eu gosto de chamá-lo assim porque sempre dá vontade de pegar uma corda e se enforcar.
Modo de preparo: Cozinhe o feijão com tudo que você encontrar na sua casa que você julga que dê gosto, pode ser sal, orégano, caldo de galinha caipira, uma pastilha de halls preto, etc (uma dica: não coloque tablete de desinfetante de privada porque eu já testei e não ficou legal)
Rende: Diarréia por 2 dias e uns 4 kg a menos (ATENÇÃO GORDINHAS)

D) Arroz Católico
Rezem mortais
Esse é só o arroz mesmo, eu tenho pra mim que a unica utilidade do arroz é encher o seu bucho de algo que não seja carne porque se não ninguém tem dinheiro pra tanta carne.
Modo de preparo: cozinhe uma medida de arroz pra duas de água, reze 10 Pai Nossos e 20 Ave Marias enquanto isso pedindo pra ele não virar Papa (quem entendeu o trocadilho ME ADD)
Rende: Cem anos de perdão se você aguentar comer.

E)Miojo
Clássico da sessão da tarde
Aqui a maior dificuldade está em ter que escolher no mercado se você vai querer o miojo sabor pobreza ou o miojo sabor desgraça, fica o seu gosto.
Modo de preparo: Esse é fácil de preparar, é só seguir as instruções no verso do pacote e se divertir com toda essa explosão de sabor. Apenas certifique-se de não comer todo o pacote de tempero puro antes do miojo ficar pronto.
Rende: Desgosto pro resto do dia.

Pois é gente, ou vou parar por aqui porque já estou ficando com ânsia de vômito de pensar nessas delícias que eu tenho que comer todo dia. Agora acho vocês entendem melhor um pouco do meu mau humor né, também qualquer um que tivesse que comer isso também ficaria desse jeito.
É por isso que eu digo que vocês devem dar muito valor ás mães de vocês que lhes poupam de toda essa tortura, aliás eu nem digo que é tortura ter que cozinhar, a tortura mesmo é ter que comer essas merdas depois que ficam prontas.

Bom apetite e até a próxima.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Bom dia o caralho

Olá pessoal. Pois é, o que vocês temiam finalmente se tornou realidade: mais um blogueiro babaca no mundo. Eu resolvi converter meu ócio em um blog falando besteira porque eu tenho muita babaquice a ser dita mas não tenho amigos pra quem dizê-las então vocês que me aguentem.
Primeiramente deixa eu explicar que o nome do blog é uma referência direta á minha vida. Porque eu como a pessoa sempre mal humorada que sou tenho que passar por situações no mínimo revoltantes nessa minha existência mal acabada.
Pense você quando está tendo aquele dia de merda (no meu caso todos eles são) no qual você acordou atrasado, perdeu o ônibus depois de andar quase 2 km da sua casa até o ponto, levou escurraço do seu chefe, esqueceu o dinheiro do almoço, e pra completar se lembra de que esqueceu de passar desodorante e fica com medo das proporções que seu cecê pode tomar durante o dia. Agora pense o quanto é revoltante durante toda essa desgraça chegar alguém feliz e saltitante na sua frente dando bom dia pro sol, pros pássaros e pra todas as flores de todos os jardins do mundo, esfregando na sua cara o quanto a vida dessa pessoa é um mar de rosas enquanto a sua é um cu em crise de hemorróídas. BOM DIA O CARALHO!

- Bom dia sol, bom dia céu, bom dia meu cu

Bom dia o caralho, meu nome é Zé pequeno porra
Pois bem galero, espero que esse blog renda alguma coisa e que eu possa ganhar dinheiro com ele (por que é isso que todo mundo quer mas só os fortes admitem) e eu espero poder escrever coisas engraçadas sem ter que apelar pra fonte comic sans e quero agradar a todos também. Tá certo que agradar a todos nem Jesus conseguiu, mas eu tenho o direito de tentar, não é mesmo.